quarta-feira, 5 de setembro de 2007

JOCA FARIA ENTREVISTA REGINALDO POETA GOMES





















Quem é? Poeta, paraibano e corintiano, apaixonado pela vida e pela arte.

Onde nasceu? Em Patos, uma linda cidade no sertão paraibano.

Como quer sua morte? Rápida e breve, sem nenhuma internação traiçoeira.

Porque a arte e não a matemática?

R: A arte me salva e acalenta. A matemática me engana, nem sempre nas minhas contas, 3 x 7 é = a 21.

Filosofia ou um tanque de roupa?

R: Um tanque de roupa, é claro. Lá está a verdadeira filosofia do vestir e do existir, diversos sentimentos e estórias sendo lavados e prontos pra saírem pra rua limpinhos e começar tudo outra vez...

Se você nascesse mulher, como seria?

R: Provavelmente uma mulher liberal e guerreira, em busca de quebrar essa vidraça tão falsa e nublada chamado machismo.

Formado na faculdade ou na dificuldade?

R: Nas duas. Me formei primeiramente na dificuldade da sobrevivência, esse é meu primeiro e grandioso diploma. O outro foi adquirido na faculdade de comunicação e artes – publicidade e propaganda – um baita curso, abriu-me os olhos pra muita coisa que eu desconhecia ou fazia vista grossa, a faculdade é um lugar que TODO ser humano merece pisar.

Academicismo ou vida prática?

R: vida prática, sempre. “andar com fé eu vou, que a fé não costuma faiá”

Como vê o governo Lula e o governo Serra?

R: Vejo o governo Lula com certa desconfiança e cuidado, quase fui preso por fazer campanha pra ele (velhos e bons tempos). Hoje não sei quem o “aconselha tanto”, ele está um pouco perdido, essa afirmaçõe de que, “não sabia de nada”, sempre provoca em mim um certo desconforto, mas é, sem dúvidas, o melhor presidente que tive e tenho a chance de acompanhar o trabalho.

Serra: Me mete medo, um cara que está sempre rodeado por “almofadinhas”, não me parece ser uma pessoa que se um dia chegar de vez ao planalto (que é seu único objetivo e obsessão) , vá olhar pra classe média-baixa, pra classe trabalhadora, pra ser mais direto: olhar por nós. É um cara ligado diretamente a elite brasileira, seu discurso não consegue avançar na minha alma. Posso até me enganar, espero até que isso ocorra, o “se enganar” abri novas janelas pra análise das nossas atitudes e vícios e até preconceitos.

Nordeste como desenvolver?

R: É simples, basta apenas um grande e sincero investimento político, industrial e estrutural, mas isso não interessa... tem muita gente enricando ainda mais com a miséria dos nordestinos, não apenas com os que moram lá no nordeste, mas muitos também que estão “ilhados” em muitos outros estados da federação.

Cassinos contra ou a favor?

R: Sou a favor, a questão é cultural, se o cara quer, então vá! Sabemos de outras coisas que tanto vicia e quebra a família brasileira e não se proíbe! Vá ao estádio 4 vezes por mês e veja quanto sai do seu orçamento... a questão não é apenas “medir” quanto isso vicia... a questão é mais educativa do que conceitual.

Esoterismo cético ou crente?

R: Já passeei por todas essas avenidas, hoje, talvez, o termo exato que caiba em mim seria a dúvida. Posto meu olhar pra vida e sei que o mais importante é acreditar em algo... é respeitar instintos básicos, é não duvidar da fé dos outros, mesmo que você não tenha fé. Hoje não tenho religião, aliás, nunca tive, sempre falava que tinha uma religião pelo medo de dizer: “não tenho nenhuma religião, nenhum credo” sempre tive muito medo e insegurança pra trabalhar com esses temas, minha luta pra ser aceito socialmente não foi tão fácil. A única religião que me guia hoje é a religião do viver.

Filhos ter ou não ter?

R: Tê-los! E se possível, com uma certa dose de maturidade e planejamento.

Livros? Filmes? Televisão ? Música?

Livros: Como no Céu e Livro de Visitas (Fabrício Carpinejar),

Distraídos Vencemos – (Paulo Leminski), Neblina – poemas e apontamentos (João Possidônio Jr.), Alfazema (Zenilda Lua), Tempo Obtuso (João Nicolau) e O pequeno príncipe: esse foi o 1º livro que li na vida.

Filmes: A vida é bela (Roberto Benigni ), Cidade de Deus (Fernando Meireles) e

O primeiro dia (Walter Salles e Daniela Thomas)

Televisão: Jogo do coringão (mesmo perdendo de 3), Sr. Brasil e Café Filosófico (tv cultura) e Não É O Que Parece (canal Futura).

Música: Cordel do Fogo Encantado, Belchior, Léo Mandí, Nação Zumbi, Lenine, Sérgio Sampaio, Vanessa da Mata, Vander Lee, Ednardo e Bee Gees.

Considerações finais:

R: Primeiro agradeço ao convite e afirmar que, a vida é essa magia repleta de segredos... cultivar amigos e procurar um pouco de arte, salva-nos de muitas desgraças diárias. E lembro que estou produzindo um novo livro para ser lançado em 2008.

Quem desejar entrar em contato comigo, eis os canais de comunicação: reginaldopoeta@yahoo.com.br e http://reginaldopoeta.blogspot.com/

Abraços!

Qualquer coisa entre em contato.



Nenhum comentário: