terça-feira, 20 de novembro de 2007

Tropa de Elite: A tapa na cara que a sociedade precisava




Texto Por: Carlos Pinheiro.

"Eu sempre me pergunto: Quantas crianças a gente precisa perder para o tráfico, só para um Playboy enrolar um baseado?"

Capitão Nascimento - Tropa de Elite.

Os pseudo-intelectuais, vêem o filme: Tropa de Elite, como mais um show de brutalidades. O Povo Brasileiro, vê o filme e torce para que algo mude o quadro de violência e desmando em que o Brasil se encontra. Polêmicas à parte, Tropa de Elite, veio para revolucionar a forma de se contar uma estória na tela do cinema.

Em Tropa de Elite, nós vemos três realidades básicas:

1. Quem sustenta o crime organizado no Brasil é a elite cultural jovem, burguesa e hipócrita do Brasil.
2. Existem bons e honestos Policiais no Brasil.
3. O Brasil vive em guerra, e ninguém quer enxergar isso.

Em uma guerra, não há culpados ou inocentes, certo ou errado, há apenas o desejo de sobreviver. No "nosso" caso, existem dois sistemas lutando pela sobrevivência: sociedade civil e crime organizado, e não há espaço para os dois, pois, ambos são mutuamente excludentes.

Porém, uma verdade é absoluta: sociedade de direitos humanos, jamais vai dar apoio a família de policial morto pelo crime, assim como você nunca vai ver uma "passeata pela paz" promovida em favor de moradores de favela, mortos por bala perdida.

Por quê um playboy viciado é uma vítima da violência, ao passo que uma criança da favela terá obrigatóriamente que ser um marginal?

Dentro dos muros bem protegidos das Faculdades, dentro dos apertamentos das áreas nobres, nas boates do "high-society", ai é que esta a raiz do cerne do problema da violência em que o Braisl está "atolado".

Filhos bem nascidos, de lares hipócritas que pregam a "liberdade sem responsabilidade", estes também são o ninho da violência. Pais que criam seus filhos de forma que não passem as mesma frustações por que passaram, mães reprimidas, com suas frustações que vão da sexual a pessoal, que preferem sua independência financeira e pessoal, sem com isso levar em consideração que nossos filhos são nada menos que o espelho do que somos... Resumindo tudo em uma frase: falta de estrutura familiar. Estes detalhes juntos, também nos ajudam a entender um pouco do que é retratado na ficção e também na realidade. A família é a base de uma educação de qualidade.

Tropa de Elite veio para mudar o foco de nossos olhares. Ninguém é tão bom, que não erre um dia. Ninguém é tão hipócrita, que não enxergue a realidade quando esta bate a sua porta, e ninguém, é tão "duro", que não chore, sozinho, com suas culpas na calada da noite.

Se você não viu: Tropa de Elite... Assita, vale pelo menos para desencargo de consciência. Você vai ver que se em todos nós, houvesse pelo menos um pouco do Capitão Nascimento, pelo menos a fibra, o Brasil seria um lugar bem melhor para se viver.

visitem o site:
http://unicaimaginacao.blogspot.com

Nenhum comentário: