sexta-feira, 9 de novembro de 2007


uM oLHAR iNVERTIDO nO vIDRO.

By DANI pENELUPPI

Apenas observo a chuva...
A árvore, frente aos meus olhos, desfoca
O frio aconchega
Cheira café ao meu redor!
O vidro embaça
Da chaminé,
Sai fumaça...
A lenha, na lareira, estrala
O tiriritar do fogo funde ao
c
h
u
á
da
c
h
u
v
a
no telhado
E eu, aqui,
Sentada
Olhando pela janela
Solitaria-mente nua
Coberta de pensamentos
Quentes e molhados!
Ah, se ainda fosse uma menininha...
Encheria as minhas mãos
De doces e chocolates
E com os dedos melados
Sairia para dançar na chuva
Pisar nas poças
Bem lá onde as gotas também dançam
Onde as folhas, ao chão, sambam
Onde meu barquinho de papel desce
Onde o dia nunca escurece
bem dentro da brincadeira de imaginar...
Apenas observo a chuva...
A árvore, frente

Nenhum comentário: