terça-feira, 27 de maio de 2008

Legal vou manda sou teu fã....quero visitar sua loja....
Joca
Quem é Pink Wainer?
Quando começou este trabalho nas artes?
Este teu tino comercial, como as malas da policia federal vem da onde?
Você transforma arte em trabalho, matando aquele adágio de quem vive de arte?
Quando surgiu a Loja do BISPO e porque este nome?
Como vê as artes plásticas hoje?
Como encara a questão do estado influenciar as artes no Brasil? Somos reféns de governos?
Como sair disto? Sei que esta no caminho.
E os poetas como é o convívio com eles?
A moda masculina pode ser revoluciona da?
Como vê os picha-dores? Grafiteiros?
Pretende ter lojas em São José dos Campos, Ubatuba, Campos do Jordão?
Menina vem pra cá?
Considerações finais?
Favor enviar fotos suas e vídeos..endereços de sites e capriche na propaganda da Loja do Bispo...
Paz
Joca Faria



Joca, suas perguntas são muito difíceis.
Quando eu era garota, por volta de 68, ou se era subversivo ou alienado
( hippie). Virei hippie e não fiz faculdade. Fui curtir por aí.
Resultado:
cresci e precisei ganhar dinheiro. Como não tinha diploma precisei me
virar.
E fui à luta. Aquarelas, ilustrações, casamento, filhos, design gráfico
e
qualquer coisa que eu pudesse fazer em casa. Computador, Mac,
Photoshop,
viagens, exposições, livros, netas. Casei de novo, me associei a meu
marido
Zuca Pinheiro e ao jornalista Xico Sá e resolvemos tentar ganhar
dinheiro
com nosso desejo. De livros a objetos. Do Bispo, pois vendemos ilusões.
Bom humor, conteúdo, transgressão etc...enfim, acho que existem umas 1
500
pessoas no Brasil que possam se interessar por coisas fora do habitual.
É
isso. E só cabe numa loja. Se abrir outras viro Casas Bahia.
Bj p

Nenhum comentário: